sábado, 2 de janeiro de 2010

Perdi bastante tempo ao andar atrás das vaidades: perdi toda a minha juventude com ocupações inúteis, quando me lancei totalmente na aprendizagem de doutrinas próprias de uma sabedoria que Deus tinha definido como loucura. Depois, um belo dia, pareceu-me acordar dum sono profundo. Como volvi os olhos para a maravilhosa luz da verdade evangélica, compreendi a inutilidade da sabedoria dos mestres deste mundo, feita de nada.
Então, chorei amargamente a minha vida miserável e fiz uma oração: pedi que se mostrasse um caminho que me desse acesso à vida interior.
São Basílio de Cesareia (Carta 223, 2)

1 comentário:

Nova Civilização disse...

Olá,

Obrigada pelas partilhas. Gostei muitissimos deste texto de São Basílio. Palavras certas na hora certa!
Pe. Marcelino que Deus continue a iluminar o seu caminho de Grande luminosidade e que estás a nos emprestar esta luz e a nos ajudar neste caminho de luta e peregrinações.

Feliz Ano Novo,

abraços fraternos,

Gisele