sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Passagem de Propriedade
...consagrar alguma coisa ou alguém significa dar tal coisa ou pessoa em propriedade a Deus, tirá-la do âmbito daquilo que é nosso e inseri-la na atmosfera d’Ele, de tal modo que deixe de pertencer às nossas coisas para ser totalmente de Deus. Consagração é, pois, tirar do mundo e entregar ao Deus vivo. Aquela coisa ou pessoa deixa de pertencer a nós ou a si mesma, mas é imersa em Deus. Este acto de privar-se duma coisa para a entregar a Deus, chamamo-lo também sacrifício: já não será propriedade minha, mas d’Ele. No Antigo Testamento, a entrega duma pessoa a Deus, isto é, a sua «santificação» coincide com a sua ordenação sacerdotal, e assim se define também em que consiste o sacerdócio: é uma passagem de propriedade, um ser tirado do mundo e dado a Deus. E, deste modo, ficam agora patentes as duas direcções que fazem parte do processo da santificação/consagração: sair dos contextos da vida do mundo e «ser posto à parte» para Deus. Mas por isto mesmo não é uma segregação; antes, ser entregue a Deus significa ser posto a representar os outros. O sacerdote é subtraído aos laços do mundo e dado a Deus, e precisamente assim, a partir de Deus, deve estar disponível para os outros, para todos.
Bento XVI
(Missa Crismal, 9 de Abril de 2009)

4 comentários:

Canela disse...

Já li e reli.

Soube-me bem ler este excerto, foi de grande ajuda saber mais sobre o que é "Consagração".

"...tirar do mundo e entregar ao DEUS vivo."

Obrigada e um fds abençoado.

Nova Civilização disse...

Obrigada, sempre pelos ensinamentos.
Gosto muito de passar por aqui e beber desta água. Cristo a nossa fonte de água viva, que tanto temos sede em buscar cada vez mais e mais as suas palavras!

Gisele.

Água Viva disse...

Muito obrigado, CANELA e GISELE pelas visitas e simpáticos comentários... fico feliz por verificar que pertenço a UM POVO que peregrina rumo à casa do Pai e que vai encontrando energias para a caminhada, na Palavra, nos Sacramentos, na comunidade... EM DEUS, TRINDADE QUE FAZ DE NÓS A SUA MORADA DE ELEIÇÃO E NOS ABRASA COM O SEU AMOR.
Neste blog... partilho aquilo que me ajuda nesta feliz Peregrinação...
P. Marcelino Caldeira

Canela disse...

E partilha muito bem.
Ensina-nos e enriquece-nos!

Que N. Senhor o guarde e abençoe, todos os dias da sua vida.

A Paz de Cristo