terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Marcelino, vem e segue-me...
farei de ti pescador de homens.
Começa hoje a Novena de Nossa Senhora das Candeias, a queridíssima Padroeira da minha terra...
Foi à sombra do seu manto maternal e protector e num dos últimos dias da novena (provávelmente no dia 29 de Janeiro), que senti o chamamento de Deus, ao sacerdócio, tinha então 6 anos, já lá vão 37...
Era tudo tão misteriosamente sereno, pacífico, belo e encantador que pensei: "Quero passar a minha vida a fazer estas coisas, as coisas de Deus".
No fim da novena, no adro do Santuário que, fica no castelo e tem a Vila de Mourão a seus pés, disse a minha santa mãe: "Mãe, quando o Padre Inácio morrer (com a graça de Deus ainda é o pároco da minha terra), vou enterrá-lo e fico o padre da Senhora das Candeias". Todos se riram ternamente deste pueril desejo de criança a que não deram crédito. No meu coração pensei: "Não acreditam em mim, mas hã-de ver..." e passados 20 anos viram.
Com a graça de Deus, fui chamado logo de manhãzinha...
Por esta delicadeza divina dou graças ao Bom Deus... não o mereço, mas Ele assim o quis.
Que tudo seja para "Louvor da Sua glória" (Ef 1, 14).

3 comentários:

Filha de Maria disse...

Se há testemunhos bonitos, este é certamente um deles. Simples, surpreendente e muuuuuito bonito, ao jeito de criança, ehehe!

Água Viva disse...

Muito obrigado, "Filha de Maria" pelo simpático comentário. Peço-lhe que reze por mim e por todos os meus companheiros/as consagrados/as, para que sejamos fiéis, felizes e verdadeiramente crianças, que nos deixemos conduzir pela vontade de Deus... em suma que sejamos Santos.

Filha de Maria disse...

Não me esquecerei desta intenção, na certeza de que a minha oração, só terá "força", segundo a Graça de N. Senhor Jesus Cristo. Contudo; não se esqueça de que tem uma amiga especial no céu: St. Teresinha do Menino Jesus.

A Paz de Cristo, Pe. Marcelino.