sábado, 15 de maio de 2010

Intimidade e testemunho
Das muitas coisas que quero recordar e partilhar, a propósito da visita do "Doce Cristo sobre a terra" a Portugal, duas bailam constantemente no meu pensamento, certamente porque gravadas pelo Espírito Santo no meu coração e que tive a graça de escutar directamente. Partilho sem comentar, falam por si:

"...uma graça abundante desça sobre todos vós para viverdes a alegria da consagração e testemunhardes a fidelidade sacerdotal alicerçada na fidelidade de Cristo. Isto supõe, evidentemente, uma verdadeira intimidade com Cristo na oração, pois será a experiência forte e intensa do amor do Senhor que há-de levar os sacerdotes e os consagrados a corresponderem ao seu amor de modo exclusivo e esponsal."
CELEBRAÇÃO DAS VÉSPERAS COM OS SACERDOTES, RELIGIOSOS,
SEMINARISTAS E DIÁCONOS, DISCURSO DO PAPA BENTO XVI,
Igreja da SS.ma Trindade - Fátima Quarta-feira, 12 de Maio de 2010

"No nosso tempo em que a fé, em vastas zonas da terra, corre o perigo de apagar-se como uma chama que já não recebe alimento, a prioridade que está acima de todas é tornar Deus presente neste mundo e abrir aos homens o acesso a Deus. Não a um deus qualquer, mas àquele Deus que falou no Sinai; àquele Deus cujo rosto reconhecemos no amor levado até ao extremo (cf. Jo 13, 1) em Jesus Cristo crucificado e ressuscitado. Queridos irmãos e irmãs, adorai Cristo Senhor em vossos corações (cf. 1 Ped 3, 15)! Não tenhais medo de falar de Deus e de ostentar sem vergonha os sinais da fé, fazendo resplandecer aos olhos dos vossos contemporâneos a luz de Cristo..."
BÊNÇÃO DAS VELAS,
DISCURSO DO PAPA BENTO XVI,
Esplanada do Santuário de Fátima Quarta-feira, 12 de Maio de 2010

1 comentário:

Nova Civilização disse...

Padre Marcelino,

obrigada por partilhar essas palavras tão profundas e repletas de benção,

abraços fraternos,

Gisele